Publicado em Deixe um comentário

Black is punk! Série de fotografias ressalta a presença de negros na subcultura rocker

A uns anos atrás, uma amiga questionou no Facebook sobre a falta de representatividade de negros em subculturas como a gótica. Isso me inspirou a pesquisar mais sobre o tema e escrever esse texto que explora a questão de como algumas pessoas podem se sentir excluídas em comunidades nas quais a estética valorizada inclui características como a palidez, por exemplo. Mas para além de modelos alternativas e cantoras como Skunk Anansie, que provam que negros também são grande punk rockers, também o trio de amigos The Hot Cocoa, Dean e Luna se reuniram para criar uma série de fotografias com diferentes...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

LARINU retorna com clipe onírico e retrô em São Paulo

Lembra daquele nosso post sobre a Carranca Records? Pois é! Lá falamos sobre essa cantora e compositora paulista incrível, que é a LARINU. Recentemente, ela divulgou suas novas canções em um lyric video gravado pelos bairros da Liberdade e República, em São Paulo. Conversamos com ela para saber mais sobre essa nova fase em que a cantora expressa sua influência no pop, na cultura oriental e no R&B. Como uma fã de longa data da cultura pop, foi natural que a música de LARINU começassem a tomar uma cara mais próxima da música pop também. “Tenho escutado Lana Del Rey,...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

Explorando a cena drag de Tel Aviv

Conhecida por seu trabalho de exploração da sexualidade feminina, a fotógrafa israelense Dafy Hagai recentemente lançou uma nova zine intitulada Spring. Apesar de estar morando em Londres, Hagai ainda se sente muito inspirada pela cultura da capital israelense, bem como a cultura drag em si. Com essa nova publicação, a fotógrafa tem em mente a ideia de rejuvenescimento, daí seu foco ter sido algumas das drags mais jovens na cidade. Em entrevista para a Dazed Digital, Hagai conta que a cidade tem sido bastante aberta diante da cena. “Tel Aviv tem uma cena noturna vibrante e clubes que se misturam...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

À moda, o caos: Uma conversa entre a Woman’s History Museum e Gogo Graham

Foi em 2014 que a grife novaiorquina Women’s History Museum entrou para a história da moda com o desfile da primeira coleção criada por Amanda McGowan e Mattie Rivkah Barringer – à época, com apenas 20 anos de idade. Desde então, sua assinatura criativa de referência histórica à luta feminina a partir das roupas se tornou uma manifestação de como criar moda a partir do caos, bem como isso acaba sendo algo tão próximo e visceral às designers. Sempre preferindo performances em vez da experiência tradicional dos desfiles, a dupla teve suas primeiras quatro coleções expostas no Gavin Brown’s Enterprise,...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

A subcultura do Sereísmo: vestindo caudas de sereia por uma melhor saúde mental

Certas tendências de comportamento e de moda vêm e vão o tempo todo, e isso pode ser expressado desde a popularização de algum acessório em especial, como foram as tattoo chokers nos anos 90 (e seu retorno recente) ou então a maneira como sereias se tornaram uma inspiração estética e comportamental para tantas pessoas. Durante o último carnaval brasileiro, tivemos muitos foliões que adaptaram a inspiração a suas fantasias, mas, por outro lado, ao redor do mundo, diferentes pessoas encontraram nesses seres mitológicos uma representação de si e uma maneira de superar problemas como ansiedade e depressão. Em reportagem para...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

Garotas patinadoras do Harlem protagonizam nova coleção da Ivy Park

Nem só de shows e performances cheias de mensagens vivem rainhas do pop como Beyoncé. Depois de sua inesquecível apresentação no Coachella, a cantora anunciou a doação de 100 mil dólares a serem destinados para o financiamento dos estudos de quatro universidades e faculdades historicamente conhecidas pela grande adesão da comunidade negra, como é o caso de instituições como a Xavier University e Tuskee University. E dando sequência em sua agenda de empoderamento e representatividade da comunidade negra, a cantora também lançou um novo conteúdo da sua grife de sportswear Ivy Park. Beyoncé tem na mira o Figure Skating in...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

Nova mixtape da Princess Nokia é um retorno ao emo dos anos 2000

Poucos se mantiveram imunes à febre que o emocore causou no início dos anos 2000. Talvez porque esse período coincidiu com a adolescência de alguns, momento em que apenas as letras dramáticas e os gritos desesperados de bandas como Bright Eyes e My Chemical Romance conseguiriam traduzir em uma estética melancólica e ao mesmo tempo exagerada. Em seu último lançamento, a cantora Princess Nokia reuniu uma mixtape toda trabalhada no emo, com direito a um clipe que revisita a época com um look digno de Avril Lavigne: camiseta de banda masculina sobrepondo mangas longas e listradas, um grunge 2.0, porém...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

Perfil no Instagram explora a nostalgia dos editoriais dos anos 90

Antes de termos quadros legais sendo vendidos até em supermercados, a maneira que decorávamos nossos quartos de adolescente era com os posters que vinham nas revistas que comprávamos. Afinal, com a internet ainda engatinhando no Brasil e a conexão dial-up prevendo downloads com duração de mais de 1 ano, eram as revistas segmentadas que traziam um conteúdo mais refinado para os aficionados em temas específicos como tecnologia, videogames e moda. A conta no Instagram @onmywallinthe90s revive essa época em que os editoriais de moda publicados em revistas se transformavam em arte nas paredes dos quartos de adolescentes, como reforça a...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

Primeira loja gender neutral é aberta em Manhattan

A Phluid Project abriu suas portas ainda no mês passado para se lançar como a (possivelmente) primeira loja de roupas sem gênero do mundo. E essa iniciativa, agora física, na realidade funciona como um ponto de encontro de uma comunidade que também possui sua plataforma online de produção de conteúdo. Segundo Rob Smith, criador da loja, a ideia do Phluid Project surgiu quando ele próprio sentiu o impulso de fazer algo que fosse além do corporativismo americano. Isto porque Smith passou 25 anos trabalhando para grandes marcas como a Macy’s e Victoria’s Secret, enquanto que a Phluid tem como objetivo...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

Banco de imagens da Adobe agora também conta com a comunidade trans

Seguindo a agenda de diversidade iniciada nos desfiles de outono deste ano, agora também a Adobe traz fotos de integrantes da comunidade trans britânica em seu banco de imagens. Com a contribuição da fotógrafa Bex Day, uma nova coleção de fotografias não retocadas foram trazidas pela empresa em prol de uma maior representatividade. Para isso, Bex contratou modelos trans de diferentes cidades como Shropshire e Essex, focando-se especialmente em dez pessoas de diferentes nacionalidades, idade e história para dar a cara desse projeto. “Como o mundo está evoluindo a passos largos, é importante que contribuidores de stock image continuem documentando...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

A história da moda em Depeche Mode

Essa semana, a banda britânica Depeche Mode se apresentou em São Paulo depois de anos cancelando suas vindas ao Brasil. Mas, assim como todos fãs já imaginavam, o show foi de tirar o fôlego e um dos motivos pelo qual o grupo continua em alta é a sua trajetória de quase quarenta anos na ativa produzindo essa combinação única, ora obscura, ora dançante de um synthpop post-punk que, afinal, nunca esteve descolado da moda. Isto porque, como popularmente se sabe, o grupo escolheu esse nome para a banda a partir de uma revista de moda francesa intitulada Dépêche mode, que quer...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

BabyFist: a marca árabe de jeans que luta contra o assédio

Criada aos 21 anos pela ativista dos direitos das mulheres e empreendedora social Yasmeen Mjalli, a BabyFist começou como uma pequena marca de jaquetas jeans e camisetas feitas à mão como uma forma de materializar o movimento social #NotYourHabibti. A jovem palestina-americana teve esse insight após se mudar da Carolina do Norte para a cidade natal de sua família em Ramallah, onde Yasmeen sofreu uma terrível experiência de assédio na rua. Foi esse ocorrido que fez com que ela, então, criasse uma comunidade na qual mulheres palestinas e árabes ao redor do mundo pudessem conversar sobre tópicos que são tabu...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

A streetwear também é nossa! A investida feminina na moda esportiva

O Hypebeast é um dos maiores portais de conteúdo de moda de rua, mas originalmente ele tem seu material mais direcionado ao público masculino. Contudo, o interesse pela streetwear e pela moda esportiva também se tornou uma pauta relevante entre as mulheres, especialmente depois que as irmãs Kardashian e Jenner adotaram o estilo e Rihanna se tornou uma parceira criativa da Puma com a linha Fenty x Puma. Consequentemente, o mercado fashion se adaptou à tendência não só no varejo, mas também um novo portal de conteúdo focado nesse nicho feminino nascia também como uma subcultura. O Hypebae, então, se...
Continuar lendo
Publicado em 1 comentário

“Somos uma resistência”: A música negra e independente da Carranca Records

A Carranca Records nasceu junto ao sentimento de poder ter uma maior gestão sobre o próprio trabalho de artistas como Akhim Nazareth, Larinu e Guzbeats. Hoje, com um catálogo de artistas que incluem nomes como Retângulo de Ouro, Banda Loma, Larissa Manoel, bem como a ATTICA!, banda de Akhim, Moti e GUTO, a Carranca se firma como uma resistência no cenário brasileiro de música independente, uma vez que o selo tem como foco a música negra e todas as outras vertentes em torno desta. “Somos de áreas variadas de São Paulo. Temos como característica a colaboração entre artistas, na qual todo...
Continuar lendo
Publicado em Deixe um comentário

A moda gabber de Gosha Rubchinskiy

Um dos destaques do streetwear e da moda masculina contemporânea, Gosha Rubchinskiy é um designer russo que tem trazido de volta um novo olhar sobre as subculturas musicais dos anos 90, período em que não só o grunge prosperou, mas também foi efervescente para diferentes subgêneros da música eletrônica, como é o caso do gabber. Tanto na Rússia quanto no Leste Europeu (ou antiga União Europeia), foi a música eletrônica de ritmo acelerado e tons estridentes que embalavam as agitadas noites dos jovens que se identificavam com uma forma de se vestir a partir de roupas esportivas e com destaque...
Continuar lendo