Publicado em Deixe um comentário

Primeira loja gender neutral é aberta em Manhattan

A Phluid Project abriu suas portas ainda no mês passado para se lançar como a (possivelmente) primeira loja de roupas sem gênero do mundo. E essa iniciativa, agora física, na realidade funciona como um ponto de encontro de uma comunidade que também possui sua plataforma online de produção de conteúdo.

Segundo Rob Smith, criador da loja, a ideia do Phluid Project surgiu quando ele próprio sentiu o impulso de fazer algo que fosse além do corporativismo americano. Isto porque Smith passou 25 anos trabalhando para grandes marcas como a Macy’s e Victoria’s Secret, enquanto que a Phluid tem como objetivo “fornecer um espaço para que os jovens possam ser livres e ter uma voz em um local real e tangível.” Smith ainda diz que, quando jovem, este seria um lugar em que ele gostaria de ter para ir.

Uma vez que a loja não possui setores como feminino e masculino, as roupas são elencadas a partir da estética, que é definida pela presença de peças assinadas por grifes como Gypsy Sport, Oak e Dr Martens. “Há muitas marcas agênero no mundo, e a maioria delas têm um preço inicial de 500 dólares ou mais, então foi um desafio achar produtos que fossem acessíveis aos jovens”, conta Smith.

Contrariando essa tendência, Smith então colocou como preço base de sua loja algo entre $35 e $150, sendo uma média o preço de $50. Para expor as roupas, a Phluid Project ainda conta com manequins confeccionados especialmente para o estabelecimento, assim como os funcionários são membros da comunidade e os provadores são abertos para todos. Visitantes e compradores também podem acompanhar um calendário de eventos no local, que oferece talks sobre identidade, ativismo e outros temas que fazem com que a loja se torne mais do que um comércio para se estabelecer como um espaço de encontro e de discussão para a comunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 4 =